Hipnose regressiva em 3 pontos – Hipnoterapia Regressiva

Entenda como a Hipnose Regressiva o pode ajudar a encontrar a fonte do seu problema, através de Hipnoterapia Regressiva

introdução: A hipnose regressiva assenta no principio que o cérebro humano tem uma capacidade de armazenamento de memoria superior a qualquer computador físico, e isso traduz-se então de que temos a capacidade de armazenar toda e qualquer informação adquirida, desde a vida intra-uterina, passando pela infância até ao momento atual.

Regressão de memórias é real?

A regressão hipnótica sendo real, recorrente e espontânea  pode acontecer a qualquer momento tal como quando entramos em transe hipnótico espontâneo, por exemplo quando sentimos o cheiro daquela comida que é tal e qual como a nossa avó preparava e de imediato somos levados mentalmente, por alguns segundos, aqueles momentos em família cujo aroma era similar, ou por exemplo até aos momentos em que nos identificamos com uma situação, recordando mesmo sem necessidade e de uma forma espontânea aquelas situações similares que já passamos no passado.

 

Como pode a Hipnose Regressiva ajudar no seu tratamento?

Através de uma meta-comunicação utilizando as diversas ferramentas de hipnoterapia e recorrendo a imagens mentais, memórias ou recriações imaginativas, o hipnoterapeuta levará o consulente a encontrar e decifrar a origem do seu problema.

Num segundo passo, encontrado o problema, utilizara o hipnoterapeuta as diversas técnicas pós-regressivas para curar esse problema de origem, e trazer para o presente um consulente mais equilibrado e livre daquele flagelo que o atormentava há tantos anos. Resultante então num imenso bem-estar imediato, melhor compreensão do seu comportamento e melhorias significativas no seu dia a dia.

Posteriormente se desejado pelo consulente, poderá o hipnoterapeuta utilizar as ferramentas de Programação Neuro-Linguística (PNL) desfazer todos os recalcamentos e limitações de personalidade originários pela situação no passado, bem como reforçar e prolongar os imensos efeitos positivos já trazidos pela hipnoterapia.

 

Deve ser a Hipnoterapia Regressiva aplicada a quem “não tem problemas”?

Sendo a regressão hipnótica aplicada para efeitos terapêuticos, não deve ser utilizada com a finalidade de simplesmente satisfazer uma curiosidade. No entanto é comum o hipnoterapeuta ser abordado com a seguinte afirmação:

 eu quero fazer uma regressão mas não tenho nenhum problema a resolver”

 

Sendo um assunto delicado, colocamos a seguinte questão “será possível que seja o seu subconsciente que compreendendo os benefícios da terapia regressiva veja então uma oportunidade para o estabelecimento de uma meta-comunicação com o exterior e por isso lhe está a dar essa vontade/curiosidade?

Entendamos que embora tenhamos a ideia de nos conheçamos na totalidade, muitas vezes existe um conflito entre a mente consciente e a mente inconsciente, aquela parte de nós que diz “está tudo bem, tudo perfeito, não preciso de mudar” e a outra parte de nós que pede ajuda silenciosamente, mas que muitas vezes não encontrando forma de se exprimir utiliza diversas artimanhas para se conseguir comunicar, tais como: momentos de raiva,  choro, crises depressivas, de ansiedade ou de pânico.

Não esquecendo igualmente que existem ganhos secundários quando nos afeiçoamos a um problema, talvez tenhamos mais atenção e carinho, ou talvez simplesmente sentimo-nos conformados e confortados com essa situação, com o habitual “sempre fui assim”

O primeiro passo tem que ser seu.

Deixe o seu contacto que lhe ligaremos para marcação de uma consulta.


 

 

 

 

 

 

hipnoporto
hipnoporto
Situada na cidade do Porto, tal como o nome indica, a Hipnoporto presta serviços especializados na área da Hipnoterapia, Hipnose Clínica e Programação Neurolinguística. Constituída por uma equipa altamente especializada, é já uma referência na terapia com a recurso à hipnose clínica. A Hipnoporto trabalha com diversos modelos terapêuticos desde abordagens mais tradicionais da hipnose clínica às mais modernas, adaptando a sua metodologia de trabalho ao contexto específico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

navegue no website para aceitar, mais sobre cookies: aqui

O que são cookies? Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, ao ser visitado pelo utilizador, coloca no seu computador ou no seu dispositivo móvel através do navegador de internet (browser). A colocação de cookies ajudará o site a reconhecer o seu dispositivo na próxima vez que o utilizador o visita. Usamos o termo cookies nesta política para referir todos os ficheiros que recolhem informações desta forma. Os cookies utilizados não recolhem informação que identifica o utilizador. Os cookies recolhem informações genéricas, designadamente a forma como os utilizadores chegam e utilizam os sites ou a zona do país/países através do qual acedem ao site, etc. Os cookies retêm apenas informação relacionada com as suas preferências. A qualquer momento o utilizador pode, através do seu navegador de internet (browser) decidir ser notificado sobre a receção de cookies, bem como bloquear a respetiva entrada no seu sistema. A recusa de uso de cookies no site, pode resultar na impossibilidade de ter acesso a algumas das suas áreas ou de receber informação personalizada. Para que servem os cookies? Os cookies são usados para ajudar a determinar a utilidade, interesse e o número de utilizações dos sites, permitindo uma navegação mais rápida e eficiente e eliminando a necessidade de introduzir repetidamente as mesmas informações. Que tipo de cookies utilizamos? Os nossos cookies têm diferentes funções: - Cookies essenciais - Alguns cookies são essenciais para aceder a áreas específicas d nosso site. Permitem a navegação no site e a utilização das suas aplicações, tal como aceder a áreas seguras do site através de login. Sem estes cookies, os serviços que o exijam não podem ser prestados. - Cookies analíticos – Utilizamos estes cookies para analisar a forma como os utilizadores usam o site e monitorar a performance deste. Isto permite-nos fornecer uma experiência de alta qualidade ao personalizar a nossa oferta e rapidamente identificar e corrigir quaisquer problemas que surjam. Por exemplo, usamos cookies de desempenho para saber quais as páginas mais populares, qual o método de ligação entre páginas que é mais eficaz, ou para determinar a razão de algumas páginas estarem a receber mensagens de erro. Baseado na utilização do site, podemos também utilizar estes cookies para destacar artigos ou serviços do site que pensamos ser do interesse dos utilizadores. Estes cookies são utilizados apenas para efeitos de criação e análise estatística, sem nunca recolher informação de caráter pessoal. - Cookies de funcionalidade – Utilizamos cookies de funcionalidade para nos permitir relembrar as preferências do utilizador. Por exemplo, os cookies evitam digitar o nome do utilizador cada vez que este acede ao site. Também usamos cookies de funcionalidade para fornecer serviços avançados ao utilizador, como por exemplo efetuar comentários a um artigo. Em resumo, os cookies de funcionalidade guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o site cada vez que o visita. - Cookies de terceiros – Servem para medir o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. - Cookies de publicidade – Servem para direcionar a publicidade em função dos interesses de cada utilizador, permitindo limitar o número de vezes do visionamento do anúncio. Estes cookies ajudam a medir a eficácia da publicidade. No entanto, não identificam o utilizador. Os cookies utilizados podem ser: - Cookies permanentes -Ficam armazenados ao nível do navegador de internet (browser) nos seus dispositivos de acesso (pc, mobile e tablet) e são utilizados sempre que o utilizador faz uma nova visita ao site. Geralmente são utilizados para direcionar a navegação de acordo com os interesses do utilizador, permitindo-nos prestar um serviço mais personalizado. - Cookies de sessão - São temporários, permanecem nos cookiesdo seu navegador de internet (browser) até sair do site. A informação obtida permite identificar problemas e fornecer uma melhor experiencia de navegação. O uso de cookies pode ser bloqueado? Como explicámos os cookies ajudam-no a tirar o máximo proveito dos nossos sites. Depois de autorizar o uso de cookies, o utilizador pode sempre desativar parte ou a totalidade dos nossos cookies. Para o efeito, o utilizador deve seguir as instruções na nossa página "Como gerir os cookies". Recordamos que ao desativar os cookies, partes do nosso site podem não funcionar corretamente. Uso de cookies na abertura das nossas newsletters As nossas newsletters podem, para fins estatísticos, conter um único "pixel “ que nos permite saber se são abertas e verificar os cliques através de links ou anúncios dentro da newsletter. O utilizador tem sempre a possibilidade de desativar o envio da newsletter na sua área pessoal. Mais informação sobre cookies

Fechar